Segundo presidente do Aeroclube de Bebedouro, meteorologia foi ponto favorável.

ESCOLHIDA-18

(Foto: Aeroclube de Bebedouro) Dia produtivo – Com meteorologia favorável, dia de prova contou com insígnias e recordes.

Leia mais...

Além do primeiro lugar do Aeroclube, piloto que compete por Bebedouro realiza o melhor voo e conquista recorde brasileiro de distância no campeonato em Formosa – GO.

Bebedouro conta com um ativo Aeroclube de Planadores que sempre serviu de base de apoio para a realização de todos os campeonatos. O Aeroclube de Bebedouro é um dos mais movimentados aeroclubes do estado de São Paulo, e neste momento está formando pilotos através do projeto “Voa São Paulo II”.

Sediando campeonatos, servindo de base para voos de recordes e ativo na instrução primária, o Aeroclube de Bebedouro tem sido o local onde mais se voa de planador nos últimos anos no Brasil. Com isso, a cidade ficou em primeiro lugar no Brasil e segundo na América do Sul e sediará em outubro de 2018 o Campeonato Sudeste e Nacional da FBVV do Voo a Vela.

22218609 1517289321695625 7689520922764729166 o

Leia mais...

Competição acontece em outubro, quando cidade também

deve receber a etapa Sudeste do campeonato.

novo-11

Em outubro de 2018, o Aeroclube de Bebedouro tem duas

importantes missões: receber o 60º Campeonato Brasileiro

de Voo a Vela e, antes dele, a fase Sudeste do Campeonato.

Com a escolha, Bebedouro contabiliza mais uma das outras

13 vezes em que já foi sede da competição, sendo a cidade

que mais vezes já sediou o evento.

 

Fonte: Gazeta de Bebedouro - edição nº 10179, de 19 e 20

de setembro de 2017.

Os grupos escoteiros Sol e Lua, de Bebedouro; e Chão Preto, de Barretos, passaram um dia acompanhando a rotina do Aeroclube Bebedouro, para adquirir conhecimento sobre os planadores.

IMG-20170918-WA0021

Atentos – Escoteiros acompanham inspeção do planador antes do vôo. Após a decolagem, receberam-no de volta com grito de guerra. (Divulgação)
A programação contou com palestra do piloto rebocador Arthur Dianin, que mostrou tudo o que precisa ser feito para a aeronave, sem motor, alçar vôo e, em seguida, os escoteiros acompanharam de perto, a inspeção e o vôo de um dos planadores. Ao pousar, a aeronave e o piloto foram recebidos com o grito de guerra dos escoteiros.

Fonte: Jornal Gazeta de Bebedouro - edição nº 10179, de 19 e 20 de setembro de 2017.

Leia mais...